Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

kinhas

15
Mai19

Casa da Cascata Portuguesa


Fiquei encantada quando vi a Casa Gerês, uma habitação da responsabilidade do gabinete de arquitetura e design, Carvalho Araújo. Tal como acontece com a famosa Casa da Cascata do famoso arquiteto Frank Lloyd Wright, esta é uma habitação que está em perfeita harmonia com o espaço que a envolve. Construída em betão, madeira e vidro, numa encosta do Vale da Caniçada, fazem desta, uma casa de sonho pela natureza envolvente.

 

05_casageres_0.png

09_casageres.png

07_casageres.png

03_casageres.png

Fontes de informação e imagem, O Público e Carvalho Araújo.

11
Mai19

Na Praça de Olhão respira-se arte


DSC07926estemod.jpg

 

Quem vai comprar o peixe na Praça de Olhão, não fica de certo indiferente à decoração das paredes que, acima de alvenaria de tijolo, se pode ver uma exposição de pintura do artista Olhanense, José Henrique Rodrigues e abaixo, os já famosos azulejos pintados em 2004, pelo artista António Costa Pinheiro.

Um lugar de passagem para milhares de pessoas que passam todas as semanas naquele espaço para fazer as suas compras é decerto um dos melhores locais de visibilidade da cidade de Olhão para integrar exposições. Não conhecia esta versatilidade usada neste famoso Mercado e digo-vos que tem um bom impacto para quem ali passa, não só para dar a conhecer aquilo que de melhor fazem os "filhos da terra", mas também para valorização das artes. Os meus aplausos para esta iniciativa que está integrada no 101.º Aniversário dos Mercados Municipais de Olhão.

 

DSC07930este.jpg

DSC07934este.JPG

DSC07936este.jpg

DSC07939este.JPG

DSC07940este.JPG

DSC07937este1.jpg

 

Fotos capturadas por Kinhas

 

09
Mai19

Archie e suas controvérsias


 

Uns parecem gostar do nome do novo principezinho, outros nem tanto.

Eu pessoalmente, não desgosto do nome, no entanto, quando ouvi a primeira vez lembrei-me do som de um espirro. Quando ouvi o nome completo e não soube à partida onde se tinham inspirado, pensei que seria um nome comprido para um bebé, mas pensando bem... todos nós passamos pela fase de ser um bebé, logo, os nomes são para qualquer idade. Aquela teoria do "É demasiado 'pesado' para um bebé...", não faz sentido. Não há nomes mais pesados, nem menos pesados... 

 

rect45032.png

 

Pois bem, para quem ainda está em dúvidas sobre o porquê da escolha destes nomes, Archie é um diminutivo de Archibald, que significa genuíno e corajoso. Harrison, vem da ideia de ser "O filho de Harry".

 

Também já li num artigo que 'Archie' poderá ter surgido, pelo princípe George usar esse nome para se autodenominar.

 

Fontes de imagem e informação site e site.

04
Mai19

Alergias da prima[Vera]!


blooming-blur-close-up-459059.jpg

 

Não, não são da prima[Vera], são mesmo as minhas alergias...

Muito se fala em alergias hoje em dia, parece que praticamente toda a população sofre de alergias na primavera. Quais as reais causas disto? Será que está em GRANDE parte relacionado com a poluição? Bem me parece é esse factor e muitos outros...

O nosso sistema imunológico reage exageradamente após determinada exposição aos diferentes agentes causadores das alergias e depois dá nisto...

Depois de pesquisar um pouquinho, encontrei 10 remédios caseiros e naturais para ajudar nestes picos de polinização. Estes são apenas remédios naturais que poderão ajudar, nunca deixem para trás uma ida ao vosso profissional de saúde.

 

 

10 Remédios caseiros e naturais para alérgicos ao pólen

 

Mel de abelha: duas colheres de mel tomadas diariamente antes do início da primavera actuam como uma barreira natural.

 

Cebola: picada e colocada num prato próximo da cama ajuda a abrir as vias respiratórias. 

 

Vaporização com eucalipto, erva-cidreira ou menta: ferver qualquer um deles numa panela e respirar os vapores ajuda a descongestionar o nariz. 

 

Vitamina C: é um anti-histamínico natural encontra-se em frutas como laranjas, morango, limão, toranja e inclusive em alimentos de folha verde como os brócolis. 

 

Limpezas nasais: realizar limpeza com água do mar ou soro caseiro ajuda a eliminar a mucosidade e a coceira no nariz.

 

Pimentas e outros alimentos ricos em capsaicina: são descongestionantes naturais, já que ao comê-los abrem as vias respiratórias.

 

Ficar em casa: nos dias de maior concentração de pólen convém permanecer em casa, sobretudo na primeira hora da manhã e a última hora da tarde. 

 

Camomila: o chá de camomila é um anti-histamínico natural graças aos flavonóides, um componente presente em muitos alimentos e que reduz a inflamação. Os saquinhos de chá escorridos e aplicados gelados nos olhos ajudam também a acalmar a inflamação. 

 

Infusão de tomilho: graças às suas propriedades antissépticas ajuda a combater a tosse e a coceira de garganta. 

 

Banhos: ao regressar a casa convém tomar um banho para eliminar as partículas de pólen que possam ter ficado agarradas na roupa ou na pele. 

 

 

Fontes de imagem site e fonte de informação site

02
Mai19

Desnuda mas não despida!


Esta casa de despida não tem nada, mas o nome que a designaram foi mesmo de 'Casa Desnuda'. Uma obra dos arquitetos Víctor Alejandro Cruz Domínguez, Iván Atahualpa Hernández Salazar e Luís Armando Estrada Aguilar da Taller Estilo Arquitectura, no México mais precisamente em Mérida, podemos ver esta habitação em que ressalta aos olhos o que de mais moderno se faz em arquitetura habitacional. Cada espaço, cada cantinho tem pormenores únicos.

Fiquei completamente rendida a este projeto. Não consegui ficar indiferente aos quadros que embelezam as paredes com elementos mexicanos. O material usado nas paredes e o verde da plantação juntamente com o mobiliário moderno, resulta no seu todo, muito bem.

 

_MG_1651.jpg

 

_MG_1638-HDR.jpg

 

_MG_1585.jpg

 

_MG_1669.jpg

 

_MG_1624.jpg

 

_MG_1677.jpg

 

_MG_1680.jpg

 

_MG_1473-HDR.jpg

 

_MG_1570.jpg

 

_MG_1506-HDR.jpg

 

Autoria das imagens, fotógrafo David Cervera.

30
Abr19

Museu Municipal de Olhão e suas exposições...


Hoje foi dia de ir visitar o Museu Municipal de Olhão, integrado no antigo Edifício do Compromisso Marítimo de Olhão. Fui um pouco arrastada pela publicidade da exposição de platibandas, no entanto, não só visitei essa exposição, como também a permanente do primeiro andar sobre o Olhanense João Lúcio.

Aproveitem para visitar e conhecer, tem alguns elementos interessantes.

As fotografias não tem a qualidade que o museu merece, pois foram capturadas com o telemóvel.

 

DSC_0175este.JPG

DSC_0168este.JPG

DSC_0157este.JPG

DSC_0162.JPG

 

Fotos capturadas por Kinhas

 

28
Abr19

Como era o ano 2000 aos olhos de artistas de 1899!


 

En L'An 2000, nome dado a uma série de imagens francesas de pelo menos 87 cartões conhecidos, que retrata os possíveis avanços científicos que vários artistas franceses, entre eles, Jean Marc Côté, imaginavam entre os anos 1899 e 1910, ser a realidade no ano 2000. Dezanove anos se passaram, após o ano 2000.

As ilustrações tinham como objetivo a exibição na Exposição Universal de 1900, em Paris, mas por falta de verba, foi descontinuada e só foi redescoberta pelo escritor futurista Isaac Asimov, que as publicou no livro "Futuredays: A Nineteenth Century Vision of the Year 2000".

Muitas ilustrações serviram para 'decorar' caixas de cigarros e charutos e posteriormente postais.

Nesta série de ilustrações, há realidades que poderão lá estar, agora em outras nem tanto, no entanto, não deixa de não ser interessante ver a imaginação daqueles que viveram em outra época. Quem de nós por vezes não se põe a tentar imaginar como será o futuro.

Eu já o fiz, mas nunca saberei se irá ser assim na realidade...

 

ano10.jpg

ano19.jpg

ano18.jpg

ano17.jpg

ano16.jpg

ano15.jpg

ano14.jpg

ano13.jpg

ano12.jpg

ano11.jpg

ano9.jpg

ano8.jpg

ano7.jpg

ano6.jpg

ano5.jpg

Fontes de imagem e informação disponíveis na página

22
Abr19

Cella Bar do Pico


Cella Bar, localizado na ilha do Pico, nos Açores, mais precisamente no Lugar da Barca, Madalena, é com certeza para Filipe Paulo e Fábio Matos um orgulho, não só por se ter tornado num local de sucesso onde se pode conviver, petiscar e beber como por ter recebido a distinção de Edifício do Ano 2016 na categoria de Hospitalidade pela ArchDaily. Cella Bar é uma obra de Paulo Lobo, designer de interiores e Fernando Coelho da FCC Arquitetura que vê, certamente, neste projeto um reconhecimento do seu empenho quando conseguiu unir o traçado original da antiga adega com o seu traçado contemporâneo.

Analisem e desfrutem deste orgulho nacional nas seguintes fotografias de Fernando Guerra | FG+SG.

Tudo Made in Portugal.

 

12523908_1736996839864012_1501953273091590523_n.jp

12274434_1720234351540261_1950126192292709135_n.jp

12247107_1720234508206912_241465021976044665_n.jpg

12289744_1720234241540272_8835131817482784636_n.jp

12249647_1720232951540401_2280783959167410609_n.jp

12294732_1720232461540450_3127150902741522852_n.jp

12227077_1719353111628385_3676448738267778088_n.jp

12239546_1720231634873866_7290895782938795567_n.jp

12247069_1719352678295095_6054007073464882084_n.jp

12249834_1720232574873772_1873195812965223597_n.jp

12278745_1719353234961706_1989159384269338182_n.jp

 

Fontes de imagem, disponíveis na página do facebook Cella Bar.

18
Abr19

Folar da Páscoa de Infância


Não tenho nenhuma fotografia a comer o tradicional Folar de Olhão, mas guardo bem na memória que desde sempre me lembro de o comer. É doce, doce e é difícil não se gostar deste folar que entre as várias camadas leva uma cobertura de açucar, manteiga e canela. Hoje partilho aqui no meu blog uma receita do famoso Folar do Algarve, como também é apelidado.

 

folar olhão2.JPG

 

 

RECEITA DO FOLAR DE OLHÃO

Ingredientes:

½ cálice de aguardente

1 pitada de sal

120 g de manteiga

20 g de fermento de padeiro

50 g de água

500 g de farinha de trigo

60 g de banha

açúcar e canela q.b. p/ polvilhar

manteiga derretida q.b.

sumo de 2 laranjas

 

Misture a farinha com a manteiga, a banha, o sumo de laranja, a aguardente e a água com o sal.

Desfaça o fermento num pouco de água morna; faça uma cavidade no centro da massa e coloque aí o fermento.

Misture os ingredientes de fora para dentro, amassando muito bem.

Tape a massa e deixe-a levedar até que duplique de volume (cerca de 30 minutos).

Passado o tempo de levedura, divida a massa em oito a dez partes. Estenda cada uma delas com o rolo, numa superfície lisa e enfarinhada, formando círculos ligeiramente mais pequenos do que a base da forma.

Unte abundantemente, de ambos os lados, cada círculo de massa com manteiga derretida e polvilhe-os com uma boa quantidade de açúcar e um pouco de canela. Poderá dosear a quantidade de açúcar, uma vez que a massa não leva açúcar e é nesta fase que determina a intensidade de doce do folar (sugere-se, no entanto, que a quantidade de açúcar seja generosa, para que este não se dilua no bolo, diminuindo a caramelização). A manteiga também deve ser colocada em abundância, pois será ela que, com o açúcar, irá colar as camadas de massa, criando o caramelo e humidade característicos deste folar. Numa forma untada, sobreponha os círculos de massa untada e açucarada, deixando-os levedar até duplicarem o volume.

Entretanto, aqueça o forno a 190º C.

Polvilhe o topo do folar com açúcar e canela e leve a cozer, em forno quente, cerca de 30 minutos.

 

Uma Páscoa Feliz e uma dica, a Páscoa é muito mais do que os folares, as amêndoas e os chocolates. Uma Santa Pascha.

 

Fontes de informação site

11
Abr19

Antiga Igreja em Illinois


casa transformada em igreja bimbon

 

O que me fascina nestas transformações é a capacidade que os profissionais, que desenvolvem estas obras, têm, ao afastar toda a imagem de uma antiga igreja e lhes dar apontamentos modernos de forma a ficar com uma construção interior completamente contemporânea e minimalista.

É de louvar o resultado final desta igreja, situada em Chicago, mais precisamente em Illinois. Este resultou num projeto de Linc Thelen Design e Scrafano Architects para uma família de cinco pessoas.

 

arquitetura-church-renovation04.jpg

arquitetura-church-renovation05.jpg

arquitetura-church-renovation08.jpg

arquitetura-church-renovation06.jpg

arquitetura-church-renovation13.jpg

arquitetura-church-renovation09.jpg

arquitetura-church-renovation07.jpg

arquitetura-church-renovation12.jpg

arquitetura-church-renovation11.jpg

arquitetura-church-renovation15.jpg

arquitetura-church-renovation16.jpg

arquitetura-church-renovation20.jpg

arquitetura-church-renovation19.jpg

arquitetura-church-renovation21.jpg

 

As fotografias são originais de Jim Tschetter. Podem ter mais informações relativamente a este projeto no site da Casa Vogue.

 

Fontes de imagem, páginas referenciadas.

07
Abr19

Hábitos de fim de semana


 

P1010287.JPG

 

Geralmente durante a semana não tenho muito tempo para ter um pequeno-almoço com grande qualidade nutritiva, tendo como opção apenas a ingestão de um copo de bebida de arroz com Ovomaltine ou até mesmo apenas um copo desta mesma bebida. Eu sei que estou errada e que o pequeno-almoço deve ser a refeição mais completa uma vez que levamos uma noite inteira de estômago vazio, no entanto, no fim de semana faço questão de que o mesmo seja diferente é então que opto pela bebida de arroz com cereais tufados, sementes de cânhamo e não pode faltar o pão. Este fim-de-semana optei pelo pãozinho Miolo com tâmaras e nozes, tão bom...

Esta é a aparência da minha refeição da manhã de ontem. 

 

P1010289.JPG

 

Esta semana tive bastantes desafios, um deles foi fazer um teste escolar, dez anos depois de deixar de estudar e poucos meses depois dos meus ataques de pânico.

Posso-vos dizer que embora desafiante, despertou em mim um alivio, o retirar um peso de cima por ter na minha mente que nunca mais iria ser capaz de o fazer e FUI, posso não ter a nota que eu queria, mas em termos de comportamento comigo mesma, tive nota 20. Sabem porquê? Porque apesar de querermos muito uma coisa, temos que pensar que se não o fizermos agora por algum motivo poderemos fazê-lo mais tarde, mas desistir de lutar contra estes medos, não é opção. O fato de termos opção de escolha, de não termos obrigação faz com que a nossa tranquilidade nos "pisque o olho" e nos diga "está tudo bem". Espero ajudar pessoas que, como eu têm batalhas destas.

 

Hoje vou fazer o primeiro post no meu blog kinhas arte[sã], este vai ser um blog em que vos vou mostrar os meus trabalhos ligados à arte e artesanato.

Espero que gostem.

 

Fotos capturadas por Kinhas

28
Mar19

Sustentabilidade "É p'ra amanhã"


Muito se fala hoje em dia sobre o tema sustentabilidade, no entanto, ainda não se faz o suficiente para ajudar o nosso planeta.

Inspirados no documentário francês "Demain", seis jovens portugueses decidiram criar o projeto "É p'ra amanhã" e com ele percorrer Portugal à procura de projetos e iniciativas sustentáveis como forma de incentivar a comunidade à mudança.

 

epraamnha.JPG

 

A equipa que é composta por, Luis Costa (Engenheiro biomédico), Pedro Serra (realizador), Edgar Rodrigues (designer de comunicação), Francesco Rocca (investigador de produtos sustentáveis), Teresa Carvalheira (designer de moda) e Verónica Silva (produtora de conteúdos), foram fazendo várias candidaturas a financiamentos, inclusivé, fizeram candidatura ao programa da AMI, intitulado, ‘No Planet B‘, que é um financiamento da União Europeia e do Instituto Camões. No dia 1 de outubro do ano passado, receberam a feliz notícia que fez com que este projeto viesse a ter um novo rumo, souberam que foi aprovada a candidatura no projeto ‘No Planet B‘, no valor de 50 mil euros, iniciando desta forma uma campanha de 'crowdfunding' para angariarem 10% do valor da ideia, uma vez que o ‘No PLANet B’ impõe que essa percentagem seja auto financiada.

Com o intuito de “partir para a estrada” em abril e percorrer durante dois meses Portugal de “lés a lés”, a equipa, inicia uma campanha de 'crowdsourcing' para “enriquecer” a sua base de dados de projetos sustentáveis nas áreas da energia, educação, economia, produção de alimentos e moda.

Estou em "pulgas" para ver o documentário.

Obrigado por quererem dar a conhecer outros estilos de vida e com isto mudar mentalidades. Obrigado por quererem fazer diferente. Porque eu acredito num mundo mais sustentável.

 

50863666_279186932766380_1104820087094771712_n.jpg

 

Fontes de imagem, Site, informação, Site.

23
Mar19

1.º Aniversário Kinhas!


Não foi intensional eu juro, no entanto, hoje olho para o dia em que fiz o primeiro post, 19 de março de 2018 (dia do pai) e o nome que dei ao blog (nome que a minha mãe me chama muitas vezes desde a minha infância) e não poderia tê-lo feito da melhor forma. Os dois seres que me conceberam, que contribuiram em grande parte no pessoa que eu sou. Ao longo deste ano, principalmente nos últimos meses, aprendi que nada acontece por acaso e por isso decidi que um ano, era uma data marcante para mudar a imagem do logotipo. Sendo assim, enquanto designer, apresento-vos esta imagem mais madura e que penso representar muito de mim. 

Mostro-vos o antes e o depois.

logotiponovo_2018_kinhas6.png

LOGOTIPO1ANOMOD6.png

Como desafio gostaria que comentassem este post, com o que lhes transmite esta nova imagem...

22
Mar19

De São Bernardo a Bernardas


No antigo Mosteiro feminino de São Bernardo, pertencente à Ordem Cisterciense ou Ordem de Cister, em Tavira, datado de 1509, um projeto aprovado e iniciado pelo Rei D. João III e dado por terminado com o Rei D. Manuel I, tendo sido o único mosteiro feminino desta Ordem em todo a região Algarvia, Ordem esta que nasceu com o objetivo de combater os infiéis, através da concessão de bulas papais e privilégios aos guerreiros que combatiam nas cruzadas; renasceu em 2012, com o chamado Convento das Bernardas Residence, um projeto do conceituado Arquiteto Eduardo Souto de Moura.

Uma residencial que se destaca pela sua imagem única, um edifício com inúmeras janelas com diferentes formas rasgadas nas paredes. Um edifício texturado, rugoso em tons bege que nos transmite transquilidade.

Para quem não conhece, é de certo um lugar a conhecer.

 

Untitled-1.jpg

 

ESM_23.jpg

 

ESM_24.jpg

 

ESM_26.jpg

 

ESM_27.jpg

 

ESM_28.jpg

 

ESM_30.jpg

 

ESM_31.jpg

 

ESM_32.jpg

 

LFA_20130312_008.jpg

 

LFA_20130312_013.jpg

 

Fontes de imagem, Plataforma de Arquitectura, fotógrafo Luís Ferreira Alves.

17
Mar19

Os saberes do homem que sabe pensar...


 

Ao verem um homem tornar-se rico, dizem: "Que sorte que ele tem!" Ao observarem outro a tornar-se um intelectual conceituado, exclamam: "Ele é tão favorecido!" E, ao notarem a pureza de caráter e a ampla influência de um outro, comentam: "Tem tido sempre ajuda em cada passo!"

Eles não veem as provações, as lutas e os fracassos que estes homens enfrentaram para ganhar experiência. Desconhecem os seus sacrifícios, os seus bravos esforços, a fé que tiveram, e tudo o que fizeram para conseguir superar aquilo que parecia insuperável e realizar a visão do seu coração.

Os outros nada sabem da escuridão e da aflição que eles viveram.

Só veem a luz e a alegria, e por isso chamam-lhe sorte. Não veem a longa e árdua jornada, apenas contemplam o agradável sucesso, e por isso chamam-lhe destino.

Não vislubram o processo, apenas o resultado, e por isso chamam-lhe acaso. Em tudo o que fazemos existem esforços e existem resultados.

Dons, poderes, posses materiais, inteletuais e espirituais, são fruto do esforço, não da sorte.

São pensamentos que se concretizaram, objetivos que se atingiram e visões que se realizaram.

 

James Allen

 

 

Palavras sábias de alguém que nos deixa a pensar com as suas palavras, porque ele sim era um homem sábio que sabia pensar. Espero que estas palavras vos toquem tanto a vocês como me tocaram a mim, porque realmente quando vemos os sucessos dos outros, por vezes desconhecemos as batalhas pelo qual passam até chegar ao sucesso, até chegar ao objetivo pelo qual lutaram. Lutem por aquilo que idealizam, porque não há nada mais gratificante do que chegar ao final da "meta" com o sabor da vitória.

16
Mar19

Ilustrações de André Letria em Olhão


Terminou ontem, mais uma exposição temporária na Biblioteca Municipal de Olhão, esta ligada ao Mar, teve no seu objetivo dar a conhecer, aos Olhanenses e a todos os que os visitam, os trabalhos do ilustrador português André Letria. Tive o prazer de a poder comtemplar no passado mês de fevereiro, embora pequena, deu para ficar a conhecer estes trabalhos deste ilustrador português.

 

cartaz-exposicao-mar-olhao.jpg

 

 

André Letria, está descrito na biografia da Wikipédia como tendo nascido em 1973 em Lisboa.

Frequentou o curso de Pintura da Faculdade de Belas Artes de Lisboa. Desde 1992 que trabalha como ilustrador, contribuindo com ilustrações para livros infantis e várias publicações periódicas como O IndependenteJornal de Letras ou as revistas LivrosVisão ou Ícon.

Ganhou diversos prémios e tem livros publicados em países como Estados Unidos, Brasil, Espanha e Itália. André Letria participou ainda em diversas exposições, como a Bienal de Bratislava, a Exposição de Ilustradores da Feira de Bolonha, a Sarmede e a Ilustrarte.

Além da ilustração de livros, realizou também filmes de animação e trabalhou em cenários para teatro. No ano de 2012, foi convidado para fazer parte do júri do Prémio Digital da Feira do Livro Infantil de Bolonha. Em 2010 criou a editora Pato Lógico, dedicada essencialmente à edição de livros infantis."

 

P2090274.JPGP2090268.JPGP2090266mod1.jpgP2090266.JPG

Fotos capturadas por Kinhas

15
Mar19

Casa Terras 8


Mais um bom exemplo de arquitetura portuguesa, a Casa Terras 8, resultou de uma reabilitação urbana. Agora que está muito em voga a reabilitação de casas antigas aproveitando a fachada e dando-lhes um aspeto mais moderno, este é um resultado final que resultou muito bem.

Esta moradia situada no bairro de Belém em Lisboa teve o seu projeto concebido pelo atelier de arquitetura Colectivo Cais, em que aliou a sua fachada de azulejos tradicionais com uma ampliação minimalista.

 

 

1111.jpg

CaisAjuda19.jpg

 

CaisAjuda04.jpg

 

CaisAjuda05.jpg

 

CaisAjuda06.jpg

 

CaisAjuda07.jpg

 

CaisAjuda08.jpg

 

CaisAjuda12.jpg

 

CaisAjuda17.jpg

 

Fontes de fotografias Francisco Nogueira em Plataforma de Arquitectura.

07
Mar19

Meditação do dia - Palavras do Allen ou Além?


Hoje depois de um dia de trabalho, de uma consulta de psicologia e da reflexão sobre o que mudou após os ataques de pânico que tive antes da morte da minha avó, hoje não podia ter encontrado melhores palavras para a meditação como estas que estão escritas n'O Grande Livro da Meditação, porque realmente o que tenho aprendido nas várias lições do meu dia a dia já ninguém mo tira e de facto sinto-me mais pura, sábia e gradualmente mais feliz.

flowers.PNG

Passo a citar as palavras de hoje...

 

"

Todo o pecado é ignorância. É uma condição de trevas e de subdesenvolvimento. Aquele que pensa mal e age mal está na mesma posição na escola da vida que o aluno ignorante na escola da aprendizagem. Ainda lhe falta aprender a pensar e a agir corretamente, ou seja, de acordo com a Lei. O aluno que está a aprender não é feliz enquanto fizer mal as suas lições e não é possível escapar à infelicidade enquanto o pecado estiver por conquistar.

A vida é uma série de lições. Alguns são diligentes a aprendê-las e tornam-se puros, sábios e globalmente felizes. Outros são negligentes e não se aplicam, e permanecem impuros, tolos e infelizes.

A felicidade é a harmonia mental.

Para encontrar a paz, é preciso deixar a paixão.

"

Sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.