Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

kinhas

10
Jun19

Temos um Portugal que nos orgulha.


Hoje, sendo este um dia tão especial para nós portugueses, um dia em que se comemora o dia do falecimento de Luís de Camões, o renovador da Língua Portuguesa, uma das primeiras figuras a internacionalizar o nosso Portugal.

É acima de tudo o dia em que se comemora o dia de Portugal, dos cidadãos portugueses e suas forças armadas.

Durante cerca de quatro décadas, entre o Estado Novo e a Revolução dos Cravos, este era celebrado como o Dia da Raça, a raça portuguesa, e que raça nós temos! Um país tão pequeno mas tão grande ao mesmo tempo. Um país que desperta cada vez mais curiosidade em visitar e viver.

Confesso que são diversas as vezes que quando me vou abaixo por algum motivo, penso que foi do nosso Portugual que partiram para descobrir o mundo, todos aqueles valentões, foi sangue Português, é nosso sangue, é de nossa raça que não nos deixemos cair por situações negativas sem que estas nos tragam ensinamentos.

 

Parabéns Portugal!

 

portugal.JPG

Fontes de imagem pexels

30
Mai19

Hoje há espiga?


 

 

Há sim... Hoje é Quinta-feira da Ascensão, que religiosamente, significa que hoje se celebra os 40 dias depois da ressurreição de Jesus, sendo uma celebração móvel, uma vez que é 40 dias após a Páscoa, é também um dia celebrado como feriado municipal em muitas partes do nosso país, em simultâneo com ela, e provavelmente com maior adesão, celebra-se o Dia da Espiga, ou Quinta Feira da Espiga.

 

P5300447mod.jpg

 

 

O RAMO DE ESPIGA é constituído por:

 

Espiga (devem ser sempre em número ímpar, e são a parte mais importante do ramo. Podem ser de trigo, centeio, aveia, ou qualquer outro cereal. Representam o pão, como a base do sustento da família, e a fecundidade)

 

Papoila (com a sua cor vibrante e quente, significa o amor e a vida)

 

Malmequer (Simboliza a riqueza, e os bens terrenos. Os brancos simbolizam a Prata, e o amarelo, o Ouro)

 

Oliveira (tem duplo significado, em parte significa a Paz, a o desejo pela mesma e ao mesmo tempo é símbolo da Luz, sendo que foi do azeite, que se encheram as lâmpadas que alumiavam as casas. Esta Luz pode também ser interpretada como o sentido divino da mesma, significando a sabedoria divina)

 

Alecrim (Com o seu cheiro forte e duradouro, e sendo uma planta que resiste a quase tudo, simboliza no ramo a força e a resistência)

 

Videira (em representação do vinho, tem naturalmente associação à alegria)

 

DIAESPIGA1.jpg

 

Diz-se que o ramo da espiga deve ser guardado em casa e “não deve ser perturbado na sua quietude, sendo substituído apenas no ano seguinte por outro igual mas mais viçoso”.

 

Fotos capturadas por Kinhas

04
Mai19

Alergias da prima[Vera]!


blooming-blur-close-up-459059.jpg

 

Não, não são da prima[Vera], são mesmo as minhas alergias...

Muito se fala em alergias hoje em dia, parece que praticamente toda a população sofre de alergias na primavera. Quais as reais causas disto? Será que está em GRANDE parte relacionado com a poluição? Bem me parece é esse factor e muitos outros...

O nosso sistema imunológico reage exageradamente após determinada exposição aos diferentes agentes causadores das alergias e depois dá nisto...

Depois de pesquisar um pouquinho, encontrei 10 remédios caseiros e naturais para ajudar nestes picos de polinização. Estes são apenas remédios naturais que poderão ajudar, nunca deixem para trás uma ida ao vosso profissional de saúde.

 

 

10 Remédios caseiros e naturais para alérgicos ao pólen

 

Mel de abelha: duas colheres de mel tomadas diariamente antes do início da primavera actuam como uma barreira natural.

 

Cebola: picada e colocada num prato próximo da cama ajuda a abrir as vias respiratórias. 

 

Vaporização com eucalipto, erva-cidreira ou menta: ferver qualquer um deles numa panela e respirar os vapores ajuda a descongestionar o nariz. 

 

Vitamina C: é um anti-histamínico natural encontra-se em frutas como laranjas, morango, limão, toranja e inclusive em alimentos de folha verde como os brócolis. 

 

Limpezas nasais: realizar limpeza com água do mar ou soro caseiro ajuda a eliminar a mucosidade e a coceira no nariz.

 

Pimentas e outros alimentos ricos em capsaicina: são descongestionantes naturais, já que ao comê-los abrem as vias respiratórias.

 

Ficar em casa: nos dias de maior concentração de pólen convém permanecer em casa, sobretudo na primeira hora da manhã e a última hora da tarde. 

 

Camomila: o chá de camomila é um anti-histamínico natural graças aos flavonóides, um componente presente em muitos alimentos e que reduz a inflamação. Os saquinhos de chá escorridos e aplicados gelados nos olhos ajudam também a acalmar a inflamação. 

 

Infusão de tomilho: graças às suas propriedades antissépticas ajuda a combater a tosse e a coceira de garganta. 

 

Banhos: ao regressar a casa convém tomar um banho para eliminar as partículas de pólen que possam ter ficado agarradas na roupa ou na pele. 

 

 

Fontes de imagem site e fonte de informação site

18
Abr19

Folar da Páscoa de Infância


Não tenho nenhuma fotografia a comer o tradicional Folar de Olhão, mas guardo bem na memória que desde sempre me lembro de o comer. É doce, doce e é difícil não se gostar deste folar que entre as várias camadas leva uma cobertura de açucar, manteiga e canela. Hoje partilho aqui no meu blog uma receita do famoso Folar do Algarve, como também é apelidado.

 

folar olhão2.JPG

 

 

RECEITA DO FOLAR DE OLHÃO

Ingredientes:

½ cálice de aguardente

1 pitada de sal

120 g de manteiga

20 g de fermento de padeiro

50 g de água

500 g de farinha de trigo

60 g de banha

açúcar e canela q.b. p/ polvilhar

manteiga derretida q.b.

sumo de 2 laranjas

 

Misture a farinha com a manteiga, a banha, o sumo de laranja, a aguardente e a água com o sal.

Desfaça o fermento num pouco de água morna; faça uma cavidade no centro da massa e coloque aí o fermento.

Misture os ingredientes de fora para dentro, amassando muito bem.

Tape a massa e deixe-a levedar até que duplique de volume (cerca de 30 minutos).

Passado o tempo de levedura, divida a massa em oito a dez partes. Estenda cada uma delas com o rolo, numa superfície lisa e enfarinhada, formando círculos ligeiramente mais pequenos do que a base da forma.

Unte abundantemente, de ambos os lados, cada círculo de massa com manteiga derretida e polvilhe-os com uma boa quantidade de açúcar e um pouco de canela. Poderá dosear a quantidade de açúcar, uma vez que a massa não leva açúcar e é nesta fase que determina a intensidade de doce do folar (sugere-se, no entanto, que a quantidade de açúcar seja generosa, para que este não se dilua no bolo, diminuindo a caramelização). A manteiga também deve ser colocada em abundância, pois será ela que, com o açúcar, irá colar as camadas de massa, criando o caramelo e humidade característicos deste folar. Numa forma untada, sobreponha os círculos de massa untada e açucarada, deixando-os levedar até duplicarem o volume.

Entretanto, aqueça o forno a 190º C.

Polvilhe o topo do folar com açúcar e canela e leve a cozer, em forno quente, cerca de 30 minutos.

 

Uma Páscoa Feliz e uma dica, a Páscoa é muito mais do que os folares, as amêndoas e os chocolates. Uma Santa Pascha.

 

Fontes de informação site

07
Abr19

Hábitos de fim de semana


 

P1010287.JPG

 

Geralmente durante a semana não tenho muito tempo para ter um pequeno-almoço com grande qualidade nutritiva, tendo como opção apenas a ingestão de um copo de bebida de arroz com Ovomaltine ou até mesmo apenas um copo desta mesma bebida. Eu sei que estou errada e que o pequeno-almoço deve ser a refeição mais completa uma vez que levamos uma noite inteira de estômago vazio, no entanto, no fim de semana faço questão de que o mesmo seja diferente é então que opto pela bebida de arroz com cereais tufados, sementes de cânhamo e não pode faltar o pão. Este fim-de-semana optei pelo pãozinho Miolo com tâmaras e nozes, tão bom...

Esta é a aparência da minha refeição da manhã de ontem. 

 

P1010289.JPG

 

Esta semana tive bastantes desafios, um deles foi fazer um teste escolar, dez anos depois de deixar de estudar e poucos meses depois dos meus ataques de pânico.

Posso-vos dizer que embora desafiante, despertou em mim um alivio, o retirar um peso de cima por ter na minha mente que nunca mais iria ser capaz de o fazer e FUI, posso não ter a nota que eu queria, mas em termos de comportamento comigo mesma, tive nota 20. Sabem porquê? Porque apesar de querermos muito uma coisa, temos que pensar que se não o fizermos agora por algum motivo poderemos fazê-lo mais tarde, mas desistir de lutar contra estes medos, não é opção. O fato de termos opção de escolha, de não termos obrigação faz com que a nossa tranquilidade nos "pisque o olho" e nos diga "está tudo bem". Espero ajudar pessoas que, como eu têm batalhas destas.

 

Hoje vou fazer o primeiro post no meu blog kinhas arte[sã], este vai ser um blog em que vos vou mostrar os meus trabalhos ligados à arte e artesanato.

Espero que gostem.

 

Fotos capturadas por Kinhas

23
Mar19

1.º Aniversário Kinhas!


Não foi intensional eu juro, no entanto, hoje olho para o dia em que fiz o primeiro post, 19 de março de 2018 (dia do pai) e o nome que dei ao blog (nome que a minha mãe me chama muitas vezes desde a minha infância) e não poderia tê-lo feito da melhor forma. Os dois seres que me conceberam, que contribuiram em grande parte no pessoa que eu sou. Ao longo deste ano, principalmente nos últimos meses, aprendi que nada acontece por acaso e por isso decidi que um ano, era uma data marcante para mudar a imagem do logotipo. Sendo assim, enquanto designer, apresento-vos esta imagem mais madura e que penso representar muito de mim. 

Mostro-vos o antes e o depois.

logotiponovo_2018_kinhas6.png

LOGOTIPO1ANOMOD6.png

Como desafio gostaria que comentassem este post, com o que lhes transmite esta nova imagem...

17
Mar19

Os saberes do homem que sabe pensar...


 

Ao verem um homem tornar-se rico, dizem: "Que sorte que ele tem!" Ao observarem outro a tornar-se um intelectual conceituado, exclamam: "Ele é tão favorecido!" E, ao notarem a pureza de caráter e a ampla influência de um outro, comentam: "Tem tido sempre ajuda em cada passo!"

Eles não veem as provações, as lutas e os fracassos que estes homens enfrentaram para ganhar experiência. Desconhecem os seus sacrifícios, os seus bravos esforços, a fé que tiveram, e tudo o que fizeram para conseguir superar aquilo que parecia insuperável e realizar a visão do seu coração.

Os outros nada sabem da escuridão e da aflição que eles viveram.

Só veem a luz e a alegria, e por isso chamam-lhe sorte. Não veem a longa e árdua jornada, apenas contemplam o agradável sucesso, e por isso chamam-lhe destino.

Não vislubram o processo, apenas o resultado, e por isso chamam-lhe acaso. Em tudo o que fazemos existem esforços e existem resultados.

Dons, poderes, posses materiais, inteletuais e espirituais, são fruto do esforço, não da sorte.

São pensamentos que se concretizaram, objetivos que se atingiram e visões que se realizaram.

 

James Allen

 

 

Palavras sábias de alguém que nos deixa a pensar com as suas palavras, porque ele sim era um homem sábio que sabia pensar. Espero que estas palavras vos toquem tanto a vocês como me tocaram a mim, porque realmente quando vemos os sucessos dos outros, por vezes desconhecemos as batalhas pelo qual passam até chegar ao sucesso, até chegar ao objetivo pelo qual lutaram. Lutem por aquilo que idealizam, porque não há nada mais gratificante do que chegar ao final da "meta" com o sabor da vitória.

07
Mar19

Meditação do dia - Palavras do Allen ou Além?


Hoje depois de um dia de trabalho, de uma consulta de psicologia e da reflexão sobre o que mudou após os ataques de pânico que tive antes da morte da minha avó, hoje não podia ter encontrado melhores palavras para a meditação como estas que estão escritas n'O Grande Livro da Meditação, porque realmente o que tenho aprendido nas várias lições do meu dia a dia já ninguém mo tira e de facto sinto-me mais pura, sábia e gradualmente mais feliz.

flowers.PNG

Passo a citar as palavras de hoje...

 

"

Todo o pecado é ignorância. É uma condição de trevas e de subdesenvolvimento. Aquele que pensa mal e age mal está na mesma posição na escola da vida que o aluno ignorante na escola da aprendizagem. Ainda lhe falta aprender a pensar e a agir corretamente, ou seja, de acordo com a Lei. O aluno que está a aprender não é feliz enquanto fizer mal as suas lições e não é possível escapar à infelicidade enquanto o pecado estiver por conquistar.

A vida é uma série de lições. Alguns são diligentes a aprendê-las e tornam-se puros, sábios e globalmente felizes. Outros são negligentes e não se aplicam, e permanecem impuros, tolos e infelizes.

A felicidade é a harmonia mental.

Para encontrar a paz, é preciso deixar a paixão.

"

27
Fev19

Meditação com o pioneiro do movimento de auto-ajuda!


Pois bem, hoje numa das idas à livraria, deparei-me com o livro "O Grande Livro da Meditação", sem querer entrar na tentação de comprar mais um de vários livros que existem na livraria sobre o tema "meditação", decidi ler um pouco sobre o autor do livro (James Allen) e ver um pouco do conteúdo, até que decidi mesmo que este tinha que comprar. Porquê? Pois bem, todos os dias tenho umas sábias palavras para interiorizar e meditar, ou seja, muito bom, depois foi o pioneiro do movimento de auto-ajuda. Olhando bem ao ano em que nasceu o autor (1864), poderemos pensar que já poderia estar ultrapassado, no entanto, os valores que estas palavras nos transmitem, não podem nunca ser perdidos em época alguma.

 

PL459_Pensamento09.jpg350x.jpg

 

Aproveitando a apresentação que o livro nos faz sobre o autor, "James Allen foi escritor, filósofo e poeta. Escreveu sobre temas complexos como a fé, o destino, o amor, a paciência e a espiritualidade, mas teve o raro dom de conseguir expor os temas de forma tão clara e simples, que qualquer pessoa os pode compreender. 
Nasceu em 1864, em Leicester, Inglaterra, de onde partiu aos 15 anos, com toda a família, rumo aos Estados Unidos. Contudo, dois dias depois de chegarem ao novo continente, o seu pai viria a falecer, o que obrigou a família a reorganizar-se. A morte do pai levou James Allen a abandonar a escola e a começar a trabalhar para ajudar a sustentar a família. Apesar de trabalhar durante muitas horas, Allen continuou a ler e a estudar os temas mais diversos.

Entre os seus autores preferidos, incluíam-se Shakespeare, Milton, Emerson, Buda, Jesus, Whitman e Lao-Tsé.
Todas as manhãs, andava pelas montanhas à volta da sua casa e aproveitava para refletir e meditar sobre os assuntos que lhe ocupavam a mente. Depois, regressava a casa e escrevia até à hora de almoço. À tarde, estava com a família, tratava da quinta, fazia jardinagem e jogava croquet com os amigos.
Faleceu em 1912, mas a obra que deixou fica para a posterioridade."

 

A meditação é ótimo para o equilíbrio da nossa mente e espírito. Aconselho vivamente... Antes de comprar este livro, a minha técnica de meditação era durante meia-hora dizer de forma repetida e pausada a palavra Maranata, uma expressão usada na Bíblia de acordo com o catecismo da Igreja Católica. «Marana tha» («Vem, Senhor!») (1 Cor 16, 22)

 

Boas leituras ...

04
Fev19

De regresso! Eu e o meu novo EU


affection-appreciation-art-424517.jpg

 

 

Pouco mais de seis meses sem vos postar nada é imperdoável.

Pode-se dizer que nos últimos três meses deste tempo tive a maior viagem da minha vida, onde descobri que a vida é das maiores preciosidades que Deus nos deu. Onde descobri que nada acontece por acaso, que a nossa vida é como um puzzle onde tudo se encaixa e no fundo, no fundo temos que vivê-la da melhor forma que conseguirmos sem desperdiçar um minuto. Este período não foi fácil, nada mesmo, quero esquecer todos aqueles períodos menos bons, mas jamais vou esquecer todos os valores que estes momentos me transmitiram. Aprendi realmente o verdadeiro significado da palavra GRATIDÃO, aprendi que se vivemos em comunidade é porque realmente não nos podemos fechar numa carapaça e viver na solidão sem pedir ajuda naqueles momentos. Aprendi que devemos ter todos os dias pelo menos meia-hora de meditação para nos encontrarmos connosco mesmos ou até mesmo com Deus (para quem acredita, claro). Aprendi tanto mas tanto que até dói só de pensar.

Aprendi também que "para trás mija a burra", como tal, como forma de me mimar aqui está o regresso neste meu projeto.

Obrigada Alda, do fundo do coração por tudo o que tens feito comigo...

Não me vou esconder mais neste blog, o meu nome é Mónica Neves Pereira e estou cá para vos postar aquilo do qual eu gosto (arquitetura, artes, design) e um pouco da minha vida.

Aos poucos vou-vos falando mais de mim e das minhas experiências. Pode ser que vos ajudem em algum momento das vossas vidas.

 

A imagem foi retirada do meu site preferido de imagens gratuitas Pexels.

14
Jul18

Vários motivos para ser feliz!


DSC07219mod.jpg

 

Ainda não vos postei esta importante informação, ESTOU OFICIALMENTE DE FÉRIAS, amanhã será o MEU ANIVERSÁRIO e irá terminar o Mundial 2018 de futebol. E depois? Reconheço que o fato de estar de férias não irá contribuir para a vossa felicidade, no entanto, terei mais tempo para vir ao blog e isso é bom, claro. O meu aniversário, é meu é certo, no entanto, significa que a minha maturidade está a aumentar, ou não... O fato do Mundial 2018 terminar amanhã, nem é bom nem é mau para nós Portugueses, a não ser para aqueles que veneram o futebol. Bom, bom teria sido Portugal na final, não o sendo possível, vamos ver qual será o país vencedor este ano, se a França ou a Croácia. Não sendo o meu país, fiquem a saber que irei torcer pela França.

Ahh e vou estar de férias no Algarve, com uma curta passagem por Almada.

 

DSC07226.JPG

Fotos capturadas por Kinhas

21
Jun18

O meu ambiente por pouco tempo...


above-art-background-733852.jpg

 

O meu ambiente em casa é quase o da fotografia. Diferença importante é a quantidade de livros que tenho em cima da mesa. Está quase o dia de aplicar aquilo que tenho vindo a estudar desde o início deste mês no exame nacional de economia, espero realmente que valha a pena todo o esforço que tenho feito depois de vir do trabalho.

É um retorno ao estudo, 10 anos depois, o que não é fácil.

O nosso organismo já não tolera tanta informação num mês, muito menos quando nunca se teve a disciplina.

Agora o que falta mesmo é praticar um pouco com exames anteriores.

Para quem está na mesma situação que eu, aqui vou postar os exames anteriores para praticar.

 

 

 

..Enunciado......Critérios......Enunciado......Critérios....
2017 - 1ª Fase2017 - 1ª Fase2017 - 2ª Fase2017 - 2ª Fase
2016 - 1ª Fase2016 - 1ª Fase2016 - 2ª Fase2016 - 2ª Fase
2015 - 1ª Fase2015 - 1ª Fase2015 - 2ª Fase2015 - 2ª Fase
2014 - 1ª Fase2014 - 1ª Fase2014 - 2ª Fase2014 - 2ª Fase
2013 - 1ª Fase2013 - 1ª Fase2013 - 2ª Fase2013 - 2ª Fase
2012 - 1ª Fase2012 - 1ª Fase2012 - 2ª Fase2012 - 2ª Fase
2011 - 1ª Fase2011 - 1ª Fase2011 - 2ª Fase2011 - 2ª Fase
2010 - 1ª Fase2010 - 1ª Fase2010 - 2ª Fase2010 - 2ª Fase
2009 - 1ª Fase2009 - 1ª Fase2009 - 2ª Fase2009 - 2ª Fase
2008 - 1ª Fase2008 - 1ª Fase2008 - 2ª Fase2008 - 2ª Fase

 

 

A imagem foi retirado do meu site preferido de imagens gratuitas Pexels.

10
Abr18

Entre provas e passeio.


DSC07158mod.jpg

 

No último post informei-vos que me estaria a preparar para uma prova, pois bem, não era apenas uma prova que tinha para ontem, mas sim duas. Então como tive que optar entre se iria a uma ou a outra, acabei por optar por uma que pouco ou nada estudei, por ser mais apelativa para mim. Se me correu bem? Nem sei bem. Apenas sei que depois da tortura de uma hora fechada numa sala, tive tempo e vontade de passear por Silves.

Posso-vos dizer que vivendo a 70 quilómetros de Silves, ainda não tinha tido oportunidade de lá ir e fiquei encantada.

 

"Saúda por mim ABakr

os queridos lugares de Silves

e diz-me se deles a saudade

é tão grande quanto a minha

al-Mutamid

séc. XI"

Inscrição em azulejo em uma das habitações de Silves

 

Seguem algumas das fotografias que tirei.

 

DSC07137.JPG

DSC07154mod.jpg

DSC07141.JPG 

DSC07159.JPG

DSC07177.JPG

 

30
Mar18

O caminho de Cachopo


Não me tenho esquecido de vocês, não, não tenho. Apenas não tenho postado nada porque tenho andado um pouco ocupada. Os motivos de tanta ocupação? É uma prova que vou fazer dentro em breve, que mete legislação e mais legislação. Enfim uma agonia mas tem que ser.

Hoje para fugir um pouco à rotina foi dia de passear e o destino foi Cachopo.

E perguntam-me, porquê Cachopo? Porque seguindo o estudo da minha árvore genealógica descobri que a minha bisavó paterna nasceu em Cachopo e tive curiosidade de conhecer um pouco dessa origem. Então, por entre colinas, montes, vales, curvas e mais curvas da Serra do Caldeirão, consegui chegar a Cachopo. O que dizer desta terra... pareceu-me uma Aldeia muito humilde, com ruelas estreitas,algumas casas de pedra, ruas de Xisto, em que impera uma tranquilidade e pureza tremenda. Pena ser tão longe, uma vez que, no ar o cheiro é da natureza, nesta aldeia não há a poluição a que estamos habituados.

Seguem algumas fotografias que tirei da Serra do Caldeirão e do próprio Cachopo.

 

DSC07068mod.jpg

DSC07069.JPG

DSC07071.JPG

 

DSC07079.JPG

 

DSC07089.JPG

DSC07093.JPG

 

19
Mar18

Lisboa, no passado sábado, estava magestosa...


... ou melhor não estará sempre magestosa? Lisboa é magestosa e ontem tive o privilégio de visitá-la. Sim é uma raridade uma vez que a minha origem é Algarvia.

É com este post que faço a minha estreia neste blog. As fotograficas publicadas neste post são minhas e retratam um pouco da minha visita.

 

 

DSC06967.JPG

 

DSC06939.JPG

 

DSC06930.JPG

DSC06934.JPG

 

DSC06973.JPG

 

É assim que me despeço por agora. 

 

Sobre mim

foto do autor

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.